12/04/2019 18h29 - Atualizado em 15/04/2019 17h32

Improbidade administrativa é tema de evento na PGE

Seminário faz parte do Programa de Residência Jurídica da Procuradoria-Geral do Estado

Mais de 120 pessoas lotaram o auditório da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), na manhã desta sexta-feira (12), para participar do seminário sobre Improbidade Administrativa – o papel da Administração Pública.

O evento, que fez parte do Programa de Residência Jurídica da PGE, teve como palestrantes o deputado estadual Sérgio Majeski; o delegado de Polícia Federal, Marcos Pugnal; o subsecretário de Estado de Integridade Governamental e Empresarial, Marcelo Altoé, e os procuradores do Estado Luiz Colnago e Anderson Sant’Ana Pedra. Também estiveram presentes ao seminário o secretário de Estado de Controle e Transparência, Edmar Camata, e o procurador-geral do Estado, Rodrigo Francisco de Paula.

Na plateia, procuradores e residentes jurídicos puderam ouvir os palestrantes abordar temas como “O poder legislativo da fiscalização dos atos da administração”, “Normatização do Núcleo Anticorrupção e de Combate à Improbidade Administrativa (NAIA) no âmbito da PGE”, “Comentários sobre a Lei Anticorrupção”, “Quatro anos de aplicação da Lei Anticorrupção pelo Espírito Santo” e “A Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro (LINDB) e seus reflexos nas ações de improbidade administrativa”.

“O tema deste evento que realizamos hoje é de grande relevância social. Precisamos debate-lo, sobretudo no âmbito dos gestores públicos, para que possamos aperfeiçoar cada dia mais a capacidade dos administradores públicos em governar de forma correta, guiados pela legislação e atendendo sempre as necessidades da população”, concluiu o procurador-chefe da Escola Superior da PGE, Alexandre Nogueira Alves.

Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação da PGE
Renato Heitor Santoro Moreira
Tel: 3636-5059 / 98849-4899
comunicacao@pge.es.gov.br

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard